Segunda, 27 de Junho de 2022
17°

Poucas nuvens

Rio Brilhante - MS

Geral Mato Grosso do Sul

Proposta do Executivo assegura licença gestante às servidoras em mandado classista

Começou a tramitar na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) o Projeto de Lei 182/2022 , que assegura às servidoras em mandato class...

20/06/2022 às 19h45
Por: Redação Fonte: Assembleia Legislativa - MS
Compartilhe:
Projeto começou a tramitar nesta segunda-feira na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul
Projeto começou a tramitar nesta segunda-feira na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul

Começou a tramitar na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) o Projeto de Lei 182/2022 , que assegura às servidoras em mandato classista o direito de usufruir a licença gestante, sem quaisquer prejuízos. A proposta foi encaminhada nesta segunda-feira (20) pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que solicitou tramitação em regime de urgência.

O projeto altera a Lei Estadual 1.102/1990 , que dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis do Poder Executivo, das Autarquias e das Fundações Públicas de Mato Grosso do Sul. A proposta acrescenta dispositivo ao artigo 156, que estabelece as condições ao direito à licença para o desempenho de mandatos classistas.

De acordo com o governador, a redação vigente é omissa quanto ao direito à licença gestante às servidoras que exercem mandado em entidades de classe.  Assim, essas servidoras se veem obrigadas a permanecer exercendo as atribuições do sindicato, federação ou outra entidade para que não haja prejuízo à representação de classe. Portanto, argumenta Reinaldo Azambuja, “faz-se necessária a alteração apresentada, com o intuito de resguardar tanto o direito à licença gestante quanto o exercício do mandato classista”.

O projeto também prevê o licenciamento de outro servidor para substituir a gestante em sua representação sindical, “assegurando, nesse ponto, tanto o retorno da servidora substituída ao cumprimento do período remanescente do mandato classista, quando houver, como o retorno o servidor substituto às suas atividades anteriores, quando findo o período de afastamento gestacional”.

Com previsão para ser apresentado na sessão ordinária desta terça-feira (21), o projeto deve tramitar em regime de urgência devido à natureza do mérito, conforme solicita o governador.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Rio Brilhante - MS Atualizado às 02h43 - Fonte: ClimaTempo
17°
Poucas nuvens

Mín. 15° Máx. 29°

Ter 31°C 15°C
Qua 27°C 15°C
Qui 29°C 15°C
Sex 32°C 16°C
Sáb 33°C 14°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias