Segunda, 27 de Junho de 2022
17°

Poucas nuvens

Rio Brilhante - MS

Geral Mato Grosso do Sul

Programa Vida Saudável fala sobre assédio moral e sexual no local de trabalho

Quando alguém sofre assédio moral e sexual no local de trabalho, não é apenas a produtividade profissional que fica comprometida. Essa prática pode...

20/06/2022 às 11h05
Por: Redação Fonte: Assembleia Legislativa - MS
Compartilhe:
O Programa Vida Saudável traz uma entrevista com o psiquiatra Marcos Estevão
O Programa Vida Saudável traz uma entrevista com o psiquiatra Marcos Estevão

Quando alguém sofre assédio moral e sexual no local de trabalho, não é apenas a produtividade profissional que fica comprometida. Essa prática pode oferecer diversos riscos à saúde e prejudicar a pessoa de várias formas. Sobre esse assunto, o Programa Vida Saudável da Rádio ALEMS , que vai ao ar nesta segunda-feira (20), traz uma entrevista com o psiquiatra Marcos Estevão.

Segundo o especialista o assédio moral e sexual pode trazer grandes impactos na vida de uma pessoa, mas principalmente na da mulher. “Os prejuízos são inúmeros, mas afeta principalmente a saúde financeira, física e psicológica. Muitas acabam deixando seus empregos, outras estão tentando trocar de setor, mas o que na maioria das vezes acontece é que essas vítimas acabam não denunciando e vivem esse sofrimento em silêncio para se manterem no mercado de trabalho”, explica o psiquiatra.

Marcos Estevão destaca que muitos acham que é melhor deixar esse tipo de atitude de lado e seguir, mas é preciso enfatizar que o assediador tem um comportamento repetitivo com essa pessoa e também com outras, por isso é importante denunciar. Já o assediado possui outra personalidade, pode sofrer mais ou menos com isso. “É preciso entender essa situação, uma vez que os danos causados dependem da predisposição psíquica de cada um, ou seja, são casos de depressão, fobias, ansiedade que podem ser agravados ou quadros que serão desencadeados”, pontua.

Outros traumas podem ser desencadeados que acontecem geralmente após assalto e guerra, que é o transtorno pós-traumático. “Esse quadro acontece com pessoas que sofrem algo que foi muito difícil que levou a perda do emprego, por exemplo. Situações como essa gera, ansiedade, medo, dificuldade de passar na frente do local onde ela foi assediada. Essa pessoa fica parcialmente incapaz, por isso acredito que é um caso de saúde pública”, explica o psiquiatra.

Ainda durante o bate-papo, o médico fala sobre o trabalhador se sente vítima de assédio, qual procedimento deve adotar além de denunciar, do acolhimento que deve ser feito a essas vítimas, entre outros assuntos. Para ouvir o programa, basta acessar a Rádio ALEMS, clicando aqui .

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Rio Brilhante - MS Atualizado às 01h42 - Fonte: ClimaTempo
17°
Poucas nuvens

Mín. 15° Máx. 29°

Ter 31°C 15°C
Qua 27°C 15°C
Qui 29°C 15°C
Sex 32°C 16°C
Sáb 33°C 14°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias